3

Resenha: A Aposta

on 10:06 in

A ApostaKacey e os irmãos Titus eram inseparáveis quando crianças. Enquanto Jake cuidava dela com todo amor e carinho, Travis puxava seu cabelo e detonava suas bonecas – não por acaso ganhou o apelido de Satã. Só que o tempo passou, todos cresceram e seguiram caminhos separados…
…Pelo menos até Jake Titus bater à sua porta pedindo um grande favor.
Em nome dos velhos tempos, o canalha milionário pede a sua velha amiga para fingir ser sua noiva durante um final de semana, em um encontro da família. Isso porque ele precisa limpar sua imagem com a avó, Nadine, que supostamente está bastante doente.
Voltar significa enfrentar seus próprios fantasmas do passado, reencontrar o lugar onde seus falecidos pais viveram e passar por situações estressantes… Pensando em tudo o que passou por causa dele e no sentimento que ainda nutre, Kacey nega o quanto pode, mas o herdeiro é irresistível e consegue convencê-la a levar o plano adiante.
E como se não bastasse a tentação que precisa suportar, ela ainda tem o desprazer de reencontrar Satã. Só que Travis cresceu e tornou-se um homem incrivelmente lindo, que desperta emoções conflitantes que ela jamais pensou que pudesse sentir.
Dividida entre os irmãos, Kacey precisa apenas sobreviver ao final de semana, mas quem disse que isso será fácil? Pelo menos a vó Nadine parece disposta a tornar as coisas mais divertidas, mas também mais sérias e definitivas.
Ah, claro! A parte da aposta? Então… Limita-se a uma conversa entre duas crianças em um passado distante. Os dois tentam levá-la adiante, mas não há uma seriedade humilhante para a menina envolvida, nada realmente que modifique os rumos da história.
Kacey, Travis e Jake têm entre 21 e 23 anos e é a coisa mais surreal do mundo porque: 1) eles agem como se tivessem ainda menos; 2) a história que vivem seria mais crível se vivida por pessoas mais velhas. Para conseguir engrenar na leitura tive que deletar da minha mente essas idades, ou seria tudo absurdo demais.
 Um romance bacaninha, mas nada de outro mundo. Não me arrependo de ter lido, mas não pretendo buscar as continuações. Ah, e isso é legal: apesar de existirem outros livros, a história tem um final bastante satisfatório.

|

3 Comments


Minhas expectativas estavam altíssimas, ainda bem que li sua resenha HSHASHUAH mas mesmo assim ainda quero ler, deve ser um romance bom, e eu adoro esses livros que intercalam o ponto de vista :)


Eu nunca fui muito fã de livros de romance, por isso se eu for ler, precisa ser bom, pelo menos. Gostei bastante da capa, mas pela resenha parece que a história deixou um pouco a desejar. Mas, quem sabe eu não leia? XD


Oi!
Eu ainda não li, mas acho que não vou gostar. Amo livros impactantes e pelo que vi não vou achar nesse, não parece de tudo ruim, mas não é algo extraordinário. Também acho que a escritora pecou com as idades, sempre melhor quando tem mais experiência. Bom, se caso eu resolver ler vou ir sem expectativas.

Postar um comentário

Copyright © 2009 ENTRE LINHAS All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive. Distribuído por Templates